• Be Brasil
  • Inovação e tecnologia

jan 16, 2017
Inovação e tecnologia

Parque “Pau-Brasil” torna-se referência mundial em ecoturismo

Criado há 17 anos na Bahia, o Parque Nacional Pau-Brasil é hoje tombado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. O parque tem dez trilhas para caminhadas, muitas delas acessíveis a portadores de deficiência. Todas, no entanto, trazem paisagens de tirar o fôlego, com rios e cachoeiras ainda virgens. O parque se estende em uma região de 19 mil hectares.

 

Visitantes podem desfrutar da impressionante biodiversidade do local. O destaque vai para o “Pau-Brasil”, que dá nome ao parque. Devido à intensa exploração, o pau-brasil se tornou escasso ao longo dos séculos. No entanto, o parque tem alguns exemplares têm mais de 800 anos e medem até 35 metros.

 

O parque nacional fica a 723km da capital Salvador. Visitantes podem ficar em hotéis e pousadas na cidade de Porto Seguro – que é, em si, uma atração turística à parte. O local foi o primeiro ponto em que descobridores portugueses chegaram ao Brasil.

 

O parque foi aberto à visitação apenas em 2016. Devido a protocolos que garantem a preservação do local, todas as visitas devem ser previamente agendadas, e visitantes só podem entrar no parque em veículos 4x4.

 

O local abriga, também, 225 espécies de pássaros, muitos em extinção. Essas espécies ameaçadas incluem o gavião-pega-macaco e o macuco, um raro pássaro terrestre. Para amantes da natureza mais destemidos, há também onças-pintadas no parque.

 

Estabelecer o parque nacional foi uma importante medida para proteger a biodiversidade de um dos ecossistemas mais ricos do país. Além de construir a devida estrutura para turistas, o poder público também investe em pesquisa na região.

 

Antes de abrir o parque para visitantes, o governo brasileiro aumentou os investimentos no parque por meio de uma parceria com a Conservação Internacional-Brasil e a Reserva Particular do Patrimônio Nacional Rio do Brasil.

 

Na cerimônia de abertura do parque, a CI-Brasil também lançou um fundo de conservação natural, chamado Fundo Abrolhos Terra e Mar, focado em apoiar sete áreas de conservação: o Parque Pau-Brasil, Monte Pascoal, o refúgio de Vida Silvestre de Rio dos Frades, entre outros. Até hoje, o fundo recebeu mais de 2 milhões de dólares do Fundo de Conservação Global, que apoia áreas de preservação destinadas ao turismo e pesquisa.

 

O Parque Nacional do Pau-Brasil é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.