• Be Brasil
  • Indústrias criativas

jan 29, 2018
Indústrias criativas

Designers brasileiros são mais famosos que você imagina

O Brasil é conhecido por inúmeras coisas, desde a variedade musical à natureza. Mas os designers brasileiros também têm levado o nome do país aos quatro cantos do mundo. O design de móveis brasileiro é considerado único no mundo, e tem impressionado desde os anos 1960, mas continua atraindo admiradores.

Para os que são familiares com a indústria do design, isso não é uma grande novidade. O Brasil, afinal, é sede de inúmeros festivais mundiais de design, incluindo o Festival Internacional de Arte de São Paulo.

Os brasileiros são famosos por incorporar elementos antagônicos de forma harmônica, e pelo uso de materiais naturais. E o estilo brasileiro tem se tornado cada vez mais vibrante e sofisticado, atraindo uma base de consumidores cada vez maior.

A influência dos designers brasileiros foi tema da série Blogger to Blogger, produzida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e veiculada pela CNN. “No Brasil, diferentes elementos estão sempre lado a lado”, afirma o designer Jader Almeida, de São Paulo. “É a favela junto com a modernidade, o samba e a bossa nova, o mais sofisticado e o mais primitivo. É impossível descrever, é apenas sentimento”.

A interação entre história e arte é o que dá ao design brasileiro o seu estilo inimitável. No período entre guerras, o modernismo influenciou artistas em todo o mundo – e designers treinados pela escola do Bauhaus vieram ao Brasil. Em seguida, modernistas brasileiros criaram a filosofia da “antropofagia”, a ideia de “canibalizar” a cultura para transforma-la em algo novo, o que deu ao Brasil um arcabouço cultural ainda mais peculiar.

O design contemporâneo brasileiro ainda guarda traços do modernismo, de Oscar Niemeyer aos designers de interior. Graças ao pragmatismo do modernismo, os móveis desse estilo seguem imunes ao tempo. Além da beleza visual, essas peças se destacam pelo conforto.

Cassandra LaValle, da marca de lifestyle Coco Kelley, concorda. “Como designer, seu trabalho é melhorar a qualidade de vida. Não é apenas uma questão em relação ao móvel – mas também em relação ao estilo de vida das pessoas”, ela afirma.

A popularidade dos designers brasileiros também tem a ver com os materiais que eles empregam em suas criações. O uso sustentável de matérias naturais é quase uma regra, com 214 empresas locais em vias de se tornar certificadas pela FSC (Forest Stewardship Council). Para tanto, elas devem assegurar o uso exclusivo de materiais responsáveis, além de demonstrar comprometimento aos valores de conservação ambiental.

Tora Brasil é uma dessas empresas, fundada por Cristiano Valle. A empresa cria peças a partir de madeiras descartadas – que se tornaram um sucesso no Japão, em Cingapura e em Nova York. Eliane, outra empresa local, também é prova da inovação brasileira, criando cerâmicas e telhas que lembram madeira – mas cujas estampas são feitas por meio de impressoras.

“O Brasil tem toda uma história de ser um local divertido, mas nós temos uma indústria séria que respeita o meio ambiente”, afirma Edson Gaidzinski Jr, CEO da Eliane.

O episódio da Blogger to Blogger sobre designers brasileiros pode ser visto aqui.