• Be Brasil
  • Inovação e tecnologia

abr 06, 2018
Inovação e tecnologia

Conheça as praias mais sustentáveis do Brasil

Vários pontos da costa brasileira são considerados verdadeiros paraísos ecológicos. Esses locais estão entre os destinos turísticos mais sustentáveis do mundo. Em 2017, a Fundação para Educação em Meio Ambiente (FEE) concedeu a nove praias brasileiras o selo “Blue Flag”, uma espécie de medalha em ecoturismo. O selo Blue Flag tem a confiança de milhões de turistas ao redor do globo, premiando locais que respeitam uma série de critérios rigorosos em relação ao meio ambiente, segurança e conscientização.

O júri, que fica em Copenhague, ranqueia os destinos de todo o mundo estabelecendo quais respeitam mais o meio ambiente. A análise da FEE se baseia em quatro categorias: qualidade da água, limpeza geral, ações de responsabilidade ambiental e práticas sustentáveis de turismo. No geral, 45 países foram premiados com o selo – e 4.423 locais foram inspecionados.

Nove praias brasileiras estão na lista de premiados:

1. Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, Salvador (Bahia)

2. Praia do Tombo, Guarujá (São Paulo)

3. Marinas Nacionais, Guarujá (São Paulo)

4. Prainha de Grumari, Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)

5. Marina Costabella, Angra dos Reis (Rio de Janeiro)

6. Praia Grande, Governor Celso Ramos (Santa Catarina)

7. Praia Palmas, Governor Celso Ramos (Santa Catarina)

8. Iate Clube de Santa Catarina, Florianópolis (Santa Catarina)

9. Lagoa do Peri, Florianópolis (Santa Catarina)

Três locais entraram na lista pela primeira vez: a Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, a Praia Grande de Governor Celso Ramos e o Iate Clube de Santa Catarina.

O Brasil é o único país sul-americano com marinas premiadas. O selo Blue Flag é considerado o prêmio máximo para praias e marinas – a exemplo do que o guia Michelin representa para a indústria de restaurantes.

A contribuição brasileira para um turismo mais sustentável, porém, excede esses pontos ambientalmente responsáveis. Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para estabelecer requisitos de locais sustentáveis serve de base para a norma internacional desenvolvida pela Organização Internacional de Padronização (ISO). A norma inspirada no trabalho da ABNT deve ser implementada no segundo semestre de 2018.

“Muitos países adaptam seus locais turísticos a normas internacionais. O fato que o Brasil esteja ajudando a escrever essas regras consolida nossa posição de liderança em turismo sustentável”, afirmou Alexandre Garrido, representante da ISO no Brasil, à publicação Hotéis.