• Be Brasil
  • Indústrias criativas

jan 31, 2018
Indústrias criativas

CNN publica série sobre o sucesso dos games brasileiros

O Brasil é um dos mercados mais inovadores e promissores do mundo quando o assunto é videogame. Nos últimos anos, desenvolvedores brasileiros criaram o hábito de ganhar prêmios internacionais. No gigantesco mercado mundial de games, o Brasil desponta como um dos grandes celeiros para jogos independentes.

O sucesso não deveria surpreender em uma sociedade tão vibrante, conectada e criativa como a brasileira. Nos últimos 30 anos, a indústria de games cresceu exponencialmente, com as vendas quebrando recordes a cada ano. Elas somaram 1,6 bilhão de dólares em 2016. Enquanto isso, o mercado brasileiro de games tem crescido a uma média de 13% ao ano. Desde 2008, o crescimento foi de 600% - e nada indica que isso vá mudar.

Mas as vendas não são o único indicador desse crescimento. A indústria brasileira de vídeo games está bombando, como comentam o gamer brasileiro Diogo Braga e o blogueiro de games britânico Kim Richards na série Blogger to Blogger. Produzida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a série foi veiculada pela CNN em 2017, e dá a blogueiros estrangeiros a oportunidade de conhecer de perto a cultura brasileira.

Empresas como o estúdio Aquiris, de Porto Alegre, figuram entre as que têm desfrutado de reconhecimento internacional. Para a série, Braga e Richards foram a Porto Alegre para um encontro com Israel Mendes, o co-fundador do estúdio. “Temos muito talento no Brasil, que vêm de diferentes indústrias, como marketing e desenvolvimento de softwares”, afirma Mendes.

À medida que os games ficam cada vez mais conectados, a qualidade dos jogos é definida por fatores que vão além de visuais bem feitos e tramas criativas. A interatividade é cada vez mais importante, e gamers querer ter a possibilidade de competir e colaborar com jogadores de todo o mundo. Mais da metade dos jogadores brasileiros escolhem oponentes de outros países, usando programas de tradução para interagir com os estrangeiros. A possibilidade de se jogar usando tablets e smartphones também ajudaram a popularizar os jogos interativos.

A demanda por jogos de alta qualidade tem sido o gatilho para a indústria de games no Brasil. Os desenvolvedores locais se destacam pela criatividade, originalidade e qualidade artística em suas produções.

“Nós acreditamos que games são obras de arte”, afirma Guilherme Mazzaro, produtor da Behold Studios. O estúdio foi responsável por games como Knights of Pen & Paper, um hit no mundo dos games. “Se você acredita no que faz e tem paixão, você vai encontrar pessoas que amam seus games”.

Com o crescimento da indústria brasileira, criadores e desenvolvedores têm encontrado cada vez mais oportunidades para impressionar estúdios e jogadores de todo o planeta. Clique aqui para ver o episódio completo sobre a indústria brasileira de vídeo games.