• Be Brasil
  • Inovação e tecnologia

dez 19, 2017
Inovação e tecnologia

Brasileiros criam plataforma para leilão de energia limpa

Uma plataforma livre e segura que permita aos consumidores negociar preços de energia elétrica direto com produtores. A ideia parece muito boa para ser verdade – principalmente se, na mesma plataforma, o consumidor pode escolher entre fontes tradicionais de energia ou fontes limpas. No Brasil, porém, uma empresa está transformando esse conceito em realidade: essa é a ideia por trás da Enbox, uma plataforma independente de leilão de energia elétrica.

A plataforma foi desenhada pelo administrador Pedro Villaça e o engenheiro Leandro Nunes, dois jovens empreendedores brasileiros que veem um mundo em que os consumidores serão conectados a produtores sem quaisquer barreiras – o que vai diminuir os preços e tornar pequenos produtores mais competitivos.

Disponível para empresas no primeiro momento, a Enbox já mediou contratos de fornecimento de eletricidade de 25 milhões de dólares em apenas dois anos desde a sua criação. A empresa promete uma interação com o mercado imediata e eficiente, redução de custos operacionais e processamento de dados eficiente para ajudar o consumidor a escolher o melhor negócio. Segundo Villaça, comprar energia pela Enbox pode reduzir custos em até 5% para compradores – e aumentar o lucro de vendedores na mesma proporção. Em contratos anuais, esses ganhos podem gerar a 20%.

Segundo uma estimativa de autoridades brasileiras que regulam o setor elétrico, o Brasil tem hoje mais de 3 mil agentes operando no mercado livre de energia. Porém, especialistas apontam que dezenas de milhares de agentes podem ainda se registrar no mercado.

“Nós percebemos que consumidores às vezes têm dificuldades para encontrar fornecedores alternativos e pequenos produtores não conseguem encontrar compradores pois não conseguem arcar com os custos de uma equipe comercial robusta”, afirmou Villaça em entrevista a Thadeu Melo. Operações da Enbox são similares às da Inex, da Índia, e outras plataformas que existem em países como a Inglaterra.

Para usuários, a plataforma traz um simples processo de compra e venda. A Enbox oferece tutoriais gratuitos em uma série de vídeos em seu canal no YouTube, explicando cada passo no processo de negociação. “Os maiores compradores de energia no Brasil são grandes e médias empresas, como shoppings e supermercados. Agora, eles terão centenas de fornecedores em potencial – com diversas matrizes energéticas”, disse Villaça em uma apresentação da Enbox.

O pagamento é simples e pode ser feito por meio de cartão de crédito. A Enbox não cobra nenhum percentual nas transações. O modelo de negócios da plataforma é baseado em diferentes planos de assinatura. Compradores e vendedores podem pagar para ter acesso a mais funcionalidades do sistema, mas o plano “básico” está disponível por quanto tempo as empresas quiserem.