• Be Brasil
  • Indústrias criativas

mar 23, 2018
Indústrias criativas

Apex-Brasil leva mais de 60 designers brasileiros à Design Week de Milão

A edição 2018 do maior evento de design do mundo, a Design Week de Milão, começou no dia 17 de abril, com 65 empresas e designers brasileiros, cuja participação acontece em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Durante os seis dias de evento, designers de todo o mundo vão expor suas novas criações para mais de 300 mil participantes.

Um dos destaques da participação brasileira na Design Week de Milão é a exposição Brazilian Modern Masters, no térreo do Spazio Edit, um centro de eventos que será usado pela Apex-Brasil para expor os trabalhos dos designers brasileiros. A Brazilian Modern Masters traz a história do design de móveis no Brasil desde 1940, trazendo nomes como Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi e Jorge Zalszupin.

Além da exposição principal, os visitantes poderão ver o trabalho de pioneiros como o arquiteto Sérgio Rodrigues, em uma exposição com a curadoria do Instituto Sérgio Rodrigues, da Embaixada do Brasil em Roma, e do Lin Brasil.

Os brasileiros figuram em todos os três salões principais da Design Week. Um exemplo é a exposição A Nossa Casa, que traz uma perspectiva contemporânea do design brasileiro, focado em inovação. As peças, criações dos designers Gustavo Martini, Ronald Sasson e Alva Design serão impressas em três dimensões.

Para uma das fundadoras da Alva Design, Susana Bastos, a missão da exposição A Nossa Casa é de produzir peças simples e inovações, que reflitam sobre a concepção de lar no Brasil. “Nosso trabalho busca inspiração nos terraços mineiros, que sofrem muita influencia da arquitetura colonial”, ela contou ao BeBrasil. O uso de impressoras 3D é uma nova experiência para Bastos, que nunca havia trabalhado com a tecnologia antes.
Bastos, que já havia participado da Design Week de Milão em 2016, salienta a importância do evento para mostrar ao mundo o design brasileiro. “[Em 2016], as peças de designers brasileiros atraíram muita atenção, em meio a trabalhos de todo o mundo”, ela diz. “É uma ótima forma de divulgar o design brasileiro”.

Durante a Design Week, as ruas de Milão estarão repletas de referências brasileiras. Desde a Poltrona Pantosh, da Lattoog – uma poltrona gigantesca que será exibida na Via Guglielmo Marconi, próximo à Catedral de Milão –, a uma intervenção urbana dos artistas Toz e Mateus Velasco, que vão pintar um cubo gigante nos dias 17 e 18.

O Brasil também levará a Milão uma exposição de 300 bandeiras pintadas a mão por índios Kayapós, com curadoria do designer Marcelo Rosembaum. Os Kayapós, uma tribo que vive ao sul da bacia Amazônica, recebe apoio da Apex-Brasil e da cidade de Milão, o que garante a proteção de 6 milhões de hectares da floresta amazônica. 

Usuários do transporte público milanês também poderão apreciar o design brasileiro. Três sofisticados modelos de cadeiras serão disponibilizados em dois pontos de ônibus (Foro Bonaparte e via Broletto) para quem quiser se sentar confortavelmente enquanto o ônibus não chega. Além disso, a estação Moscova do metrô estará coberta pelas cores do Brasil. “Nós queremos criar uma experiência memorável para a cidade, convidando o público para apreciar as últimas tendências do design brasileiro”, afirma Carlos Villanova, Gerente de Comunicação da Apex-Brasil.

A Design Week de Milão é o maior evento de design do mundo, acontecendo em concomitância com a Feira de Móveis de Milão, e transformou a cidade do norte da Itália na capital mundial do design uma vez por ano. Em 2017, 60 brasileiros participaram do evento, e mais de 116 mil pessoas visitaram a exposição Be Brasil na Universidade de Milão.